domingo, 23 de dezembro de 2012

Review: Code Geass - Espaço Público #2

Alô amigos da rede Otaku Inside', eu disse que haviam outros textos no Espaço Público e eu não estava mentindo!

Na verdade...
-Não tem nada
Tem sim
-Não tem
TEM
-NÃO TEM
NÃO TEM
-TEM
Tem!

Dessa vez, enviado por nossa fã sensual do sexo feminino denominada como:

[Dá, dá, dá...]

Eu tive que usar imagens diferentes, daquelas que foram enviadas, por causa do tamanho das mesmas, e coloquei-as em locais onde elas... na minha concepção, poderia ficar. Então, desculpe, D. se não ficar como você queria. (porém, ainda coloquei a última imagem ;3)

Review: Code Geass


Eeee \\\0
Cheguei nessa porra... Agora vamos para o assunto, porque não tem há nada mais interessante do que isso...
Well, desmiolados trago pra vocês o review de um dos animes mais incríveis e fodasticos que eu já vi.
Preparem-se para os orgasmos múltiplos, pois vou falar de Code Geass, pode até não ser muito conhecido ainda, mas é muito bom, ainda mais pra pessoas que tem bastante ódio e rancor da humanidade, e gostaria de matar cada ser desprezível com uma katana cega para proporcionar o máximo de dor... 


[Agora, olhe em meu olho colorido, pronto, acesse o Otaku Inside' 50 vezes por dia até morrer]

Voltando ao assunto, Code Geass... Então o mangá tem uma arte incrível feito pelo Majiko! e é bem escrito pelo Ichirõ Õkouchi, que também trabalhou em Guilt Crown e Eureka Seven, mas convenhamos Code Geass foi sua obra de arte mais louvável.
~~ Ai você para e pensa, Putaquepariuderodinhas, como você pode me dizer que essa coisa ai é boa?
~~ E eu simplesmente respondo, porque é.
Do mesmo jeito que eu faria um estrago com um Death Note na mão eu faria pior se tivesse um geass e um nightmare por perto.
Porém, para felicidade dos funkeiros, amantes de crepúsculo, justin bieber e one direction, nenhum deles estão ao meu alcance.
Vamos começar logo isso que já enrolei demais.
Tudo começa quando ...

Mas... agora sem mais delongas, vamos ao que interessa: Dea†h No†e Review! Here we go!
Não porra... O Lelouche não tem síndrome de Kira, nem o Susaku é fodástico como o L, na verdade por mais que eu goste de Code Geass, nunca ninguém nesse planeta vai conseguir fazer um anime tão bom quanto Death Note, mas... Tentando novamente voltar ao assunto.
O bang é o seguinte...
Lelouche é um príncipe do império de Britannia, o país soberano no mundo em meados de 2015, e sua irmã Nunnally são mandados para o japão como moeda de troca depois que a mãe deles foi assassinada, porém nesse ataque a Nunnally fica cega e perde o movimento das pernas.

[O Lelouch é o Zero, eu sou o Zero, logo sou Lelouch]

A partir daí o pequeno príncipe cria um ódio mortal do seu pai, o pica das galáxias de Britannia que não fez nada para punir aqueles que mataram sua mãe e ainda por cima usa ele e a irmã deficiente como objetos de troca para evitar uma possível guerra com o Japão, porém que mesmo assim acaba acontecendo.
Assim o império japonês mesmo depois de lutar com todos os seus samurais, kamikazes e ninjas e esgotando todas as katanas e shurikens do país perde a Guerra e vira área “eleven”, governado por Britannia.

Durante esse período os irmãos forjam suas mortes e trocam de identidade virando Lelouche e Nunnally Lamperouge [ Só pra descargo de consciência eu queria muito saber que tipo de erva os mangákas fumam pra criar uns nomes tão bizarros como esses]
Passa um tempinho e com o Lelouche adolescente e a área “eleven” ainda tem suas resistências com relação a dominação da Britannia sobre o território que era o Japão, porém em um fatídico dia em que o querido protagonista se depara com um caminhão batido e tenta ajudar as pessoas dentro do mesmo, ele é envolvido em uma perseguição do império por terroristas que haviam roubado supostamente uma bomba muito perigosa...
...Ou seja se um dia você se deparar com um caminhão batido cuidado pode ser alguém querendo mandar o mundo se fuder...
Ali é introduzida uma das únicas protagonistas femininas que eu gosto, Kallen. A mina é firmeza, não é do tipo que fica pedindo socorro e nem do tipo cheia de complexos, é filhadaputamente foda ver ela lutando dentro de um nightmare.

[Eu gosto de coelhinhas]

Kallen é integrante de um dos vários grupos rebeldes que lutam para tornar o distrito “eleven” em Japão novamente e por isso eles acabam roubando uma recente aquisição do príncipe Clovis o Governante Vigente, irmão mais velho de Lelouche, achando que era uma bomba poderosa que poderia ajuda-los a conseguir o que queriam.
Só que... tcham tcham tcham... o que tinha ali na verdade era uma mulher, mais precisamente uma mulher chamada C.C,  uma viciada em pizzas que esconde um passado misterioso e ainda fala sozinha.
Ahh, e você também acha a C.C. fodástica?
Não, eu não acho a C.C. fodástica, aceito o fato de ela ser o estopim de toda a história e que sem ela não teria a mesma graça. Mas ela é exatamente um dos tipos de personagem que me irritam, aqueles que têm o poder pra fazer o que quer do jeito que quer e como quiser, mas fica preso a paradigmas do passado os tornando fracos.
Esse tipo de personagem é indignos de ser exaltada por mim a toda poderosa deusa do mundo dos animes, games e mangás.... COF, COF, COF...

[Eu gosto da C.C. Ela tem algo que me atrai]

Desculpe perdi o foco, mas eu realmente acho que a busca insana dela pela morte faz com que o personagem que poderia ser muito mais significativo apenas alguém de média importância.
Bem, continuando... Com essa confusão toda do império atrás dos terroristas que estavam com a C.C e o Lelouche que se envolveu por acidente no bang todo chegamos ao momento em que a história toma rumo.
Suzaku, o primeiro amigo de Lelouche, filho do ex primeiro ministro do Japão e atual cachorrinho do exercito de Britannia encontra seu amigo de infância, e ai somos apresentados a o segundo protagonista da história.

[Pesquisando Suzaku no google, encontrei pelo menos 541135135 fan arts yaoi de Code Geass]

Suzaku, como Karen tem a mesma intenção de libertação do Japão e também pilota fodásticamente um fodástico nigthmare, porém planeja fazer isso por dentro,[ idiota], ele segue fielmente ao pensamento de que se ele seguisse as regras impostas e se esforçasse conseguiria o que tanto queria.
Idiota, idiota, idiota, milhões de vezes idiota isso é o resumo do personagem Suzaku, todo o desenvolver do seriado ele julga as atitudes do protagonista dizendo que ele fazia tudo de modo errado e que carregava a morte de pessoas inocentes nas mãos uma puta hipocrisia do demônio, pois logo no segundo episódio da série há trocentas mortes que não são consideradas em momento algum.

Então... Mas o que acontece com a aparição de Suzaku, é que como ele reconhece o amigo de infância, acaba desobedecendo à ordem de um superior e acaba sendo esfaqueado, deixando Lelouche e C.C a mercê de um grupo de soldados, que simplesmente iriam mata-los.
Então há um tiro ................., 
que invés de acertar Lelouche é interceptado por C.C que salva sua vida e ainda entra em sua mente propondo um contrato.
Se Lelouche prometesse cumprir um pedido dela, ela daria poder para ele sobreviver.
E ai somos apresentados ao poder chamado Geass, um poder dos Deuses que é de acordo com a personalidade daquele que o recebe.
Então ai presenciamos duas coisas simplesmente fodas.

Primeiro a soberania que Lelouche impõe logo após de receber o poder, ele simplesmente toma uma pose de fodalhão, mostrando pra qualquer um que quisesse ver que quem mandava naquela porra era ele.
E o segundo vem logo depois que ele usa esse poder pra organizar os “terroristas” que estavam lutando com militares de Britannia, criando assim o alter-ego Zero, aquele que supostamente lutava a favor dos japoneses.

~~ Você deve estar pensando assim: “Há não entendi merda nenhuma ainda, nem o porquê de você achar esse animê tão bom”
~~ Espere eu explico.

O que me fez ter orgasmos múltiplos nessa história é o jeito que o Lelouche encarna o personagem Zero, ele simplesmente é foda demais, controlando uma pequena concentração de soldados não treinados, a acabar com um exercito bem armado e treinado como se fossem peças de um jogo de xadrez.
Não tem como descrever em detalhes como é a maldita da primeira aparição do Zero, mas o que posso dizer é que é simplesmente FODA.

[Eu, Zero]

É pela a criação do personagem: Zero que ainda se ouvem algumas comparações de Code Geass e Death Note, pois ambos os alter-egos, Kira, L e Zero, são representações de um tipo de justiça que os personagens que os encarnam acreditam ser a certa.
Assim ficam abertas várias discussões e briguinhas sem sentido para dizer quem era o mais foda ou melhor, mas o que poucos entendem é que a concepção do conceito de certo e errado de cada personagem ali presente é a representação de conceitos que as vezes nós simplesmente seguimos sem mesmo saber o porque de achar que aquilo é bom ou ruim.
Deixando a filosofia de bêbado de lado...

A opinião pessoal minha e de todas as minhas personalidades é: assistam o anime, pois é simplesmente incrível, a evolução dos personagens tanto os principais como os secundários. Você vai sentir ódio, raiva, vai vibrar com certos acontecimentos, lamentar outros, mas tenho certeza que se você entender o enredo e os acontecimentos, no ultimo episódio quando começar a tocar “Continued story”, se não estiver debulhando em lágrimas como eu fiz nas 3 vezes que assisti esse negócio, vai estar no mínimo agoniado com todo o final.

E é isso Minna, esse é o fim dá minha participação no blog espero que tenham gostado da minha soberana opinião, e mesmo que não tenham gostado não me importo, sou eu que mando nessa porra...
Sabe porque?
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Porque eu tenho peitos!!!! Então eu que mando. 

[É verdade... Ela manda]

=)

Pessoal, essa foi a parte 2 de 3 do Espaço Público. Espero que tenham gostado, porque eu achei legal e além do mais, foi uma garota que fez. Sim, um ser humano com características femininas conhecido como "Mulher", com peitos e tudo mais. SIM!!

Enfim, isso é tudo por hoje, até domingo que vem, e se estiver procurando mais peitos... Que tal...
Personagens femininas de deleitar os olhos de qualquer Otaku

Fui!

P.

15 comentários:

  1. Bem Legal... Confuso Pois eu Ainda Não Tenho Noção Oque é Esse Anime... Mas Foi Maneiro :)
    Cê Manda e o P Obedece :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela manda. E assim, é só uma garota que eu não conheço nem pessoalmente

      Excluir
  2. Gostei do que escrevestes, assisti Code Geass e também gostei muito, de fato curti muito certos acontecimentos, detestei outros, senti raiva, me emocionei, gostei muito do anime, até recomendei pra um colega, que viu e também gostou bastante.
    Suzaku é um otário, fala que vai mudar o império por dentro e não faz simplesmente porcaria nenhuma.
    C.C tem algo que te atrai e você gosta desse tipo de "coelhinhas"? Que coincidência, sabe que eu também?
    No fim, o legado que o Lelouch deixou foi um dos mais importantes que já vi nos animes; não vou mencionar o que foi, pra não dar spoilers pra futuros assistidores do anime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Não gosto do Suzaku.
      Que coincidência, aposto que você deve gostar das MESMAS coisas que eu gosto nelas.
      Eu acho que o Lelouch as vezes é mais legal que o Light, eu sou meio ruim com isso, então prefiro dizer que estão no mesmo nível, PORÉM! Ambos são malucos :3

      Isso é que é menino bom!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Manolo, eu também não vou com a cara dele não
      Também imagino que sim, já que cada uma é uma delícia do seu jeito haha
      As comparações são inevitáveis, são personagens com um intelecto bem superior, que nos fazem esquecer quem foi Einstein, Isaac Newton,fazendo-os terem crises de auto confiança; será que foi isso que deixou Einstein disléxico? Mistérios da humanidade... mas enfim.
      Mas eu lanço essa: Lelouch mais inteligente que Light e L, embora eu ache que o Light entende mais da loucura interior
      Code Geass tem um tipo de "final alternativo" fico em dúvida às vezes sobre qual final é o verdadeiro; terminei ontem de ver o filme do CG

      Excluir
    4. Tenho que ver o fim alternativo, então!

      Excluir
    5. Bem, não exatamente um "final alternativo" é mais mesmo um final "oculto".

      Excluir
    6. Hum... Então é um final misterioso

      Excluir
  3. Ooooooooh, uma garota? no otaku inside ainda? ela tem problema?

    Mas tirando isso o review foi legal, acho que ela se empolgou um pouco e acabou escrevendo um pouco sem pausas, mas compartilho da maioria de suas opiniões, principalmente da filosofia de bêbado.
    Não concordo com sua opinião da C.C, mas, tudo bem.
    Espero que mais peitos... digo, garotas apareçam aqui!

    E valeu P, mandou bem com a escolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a única garota, aproveite!

      Excluir
    2. e olha q garota ein kkk

      Excluir
  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk isso sim q e blog toda semana(mes dia sei quando posta coisa nesta porra sou novo aki caralho )um bagulho de otaku pra geral rir continui assim p

    ResponderExcluir
  5. Caramba, eu achava que aqui era um blog que só fapeiros liam...
    é uma menina de verdade né P, e não sua personalidade feminina se despontando por ai...
    Cara o review foi massa, curti, não vejo quase ninguem falando dele e é tão bom que nem tenho o que falar.

    ResponderExcluir